Escolha uma Página


Certa vez tive uma visão enquanto orava. Eu pedia a Deus que Ele desse uma direção em minha vida e de repente me vi como um bebê com as mãos esticadinhas sendo seguradas pelas mãos de Deus, como se Ele estivesse me ensinando a andar, como se faz com uma criança pequena.

Quantas vezes nos sentimos bebês espirituais, sabendo pouco ou quase nada de Deus e do seu reino? “Conheçamos o Senhor; esforcemo-nos por conhecê-lo” (Oséias 6.3)

A fonte de Deus é inesgotável. Ele já nos deu muito e dará ainda mais se pedirmos e buscarmos. Os hebreus receberam uma bela bronca por terem parado no nível “básico”:

“Temos muito que dizer, coisas difíceis de explicar, porque vocês se tornaram lentos para aprender. Embora a esta altura já devessem ser mestres, vocês precisam de alguém que lhes ensine novamente os princípios elementares da palavra de Deus. Estão precisando de leite e não de alimento sólido! Quem se alimenta de leite ainda é criança, e não tem experiência no ensino da justiça. Mas o alimento sólido é para os adultos, os quais, pelo exercício constante, tornaram-se aptos para discernir tanto o bem quanto o mal” (Hebreus 5.11-14).

O autor aqui fala de “exercício constante”. A maturidade cristã não depende de intelectualidade mas sim de “conhecer e esforçar-se por conhecer o Senhor” todos os dias!

Só depende de nós, porque Ele está pronto para nos promover ao próximo “nível de conhecimento e intimidade”. “Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas insondáveis que você não conhece” (Jeremias 33.3).

“Peço que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o glorioso Pai, lhes dê espírito de sabedoria e de revelação, no pleno conhecimento dele. Oro também para que os olhos do coração de vocês sejam iluminados, a fim de que vocês conheçam a esperança para a qual ele os chamou, as riquezas da gloriosa herança dele nos santos” (Efésios 1.17-18)

Vamos largar a mamadeira e receber de Deus alimento sólido para o nosso crescimento!