Escolha uma Página

Saímos de Itacaré em direção à Valença, onde pegaríamos uma lancha para Morro de São Paulo.

No caminho paramos para tomar um côco, afinal onde é que você consegue comprar um côco por R$ 0,50? Só na Bahia mesmo. O côco gelado era um pouco mais caro = R$ 1,00!

No porto de Valença pegamos uma tal de lancha rápida. De lá até Morro são 40 minutos “com emoção”. A lancha era pequena mas muito rápida. Naquela velocidade em alto mar me senti como se estivesse num pau de arara a 90 km por hora numa estrada de terra cheia de buracos. Taí a emoção que faltava pra nossa viagem! Eu só conseguia pensar: “Onde será que estão os coletes salva-vidas?”. Morro de São Paulo é uma ilha e aqui não circulam carros. Por isso ao chegar ao porto tem quinhentos garotos com um carrinho de mão oferecendo o serviço de “táxi” para levar suas malas. Há também os que são especializados em “táxi para crianças”. Deve ser divertido sentar no carrinho de mão e passear pela ilha!

Nossos amigos Rogão e Daniela estão aqui em Morro, então fomos direto para a pousada que eles estão. Chama-se Pousada Farol do Morro e fica na 1ª praia.
Já deu pra perceber que Morro de São Paulo é querida pelos gringos (só se fala portunhol nas ruas) e que aqui também tem lojinhas e restaurantes charmosos como em Trancoso ou na Vila Madalena. Mas amanhã conheceremos as praias e aí teremos fotos e informações melhores.