Escolha uma Página

Voltar às origens, rever conceitos, entender princípios. Quando o assunto é igreja é bom voltar à época de seu nascimento para saber como e para que ela foi criada. Que tal ler o livro de Atos dos Apóstolos? Ele foi escrito por Lucas, um médico e pesquisador da Antioquia, terceira maior cidade do império Romano na época de Jesus. Lucas não era judeu, ou seja, não tinha em seu currículo as tradições religiosas desse povo. Você está pronto para deixar de lado as tradições e a religiosidade, e ser cristão de verdade? Então vamos juntos!

“Depois da sua morte, Jesus apareceu aos discípulos de muitas maneiras, durante 40 dias, provando, sem deixar dúvida nenhuma, que estava vivo… Um dia, quando estava com os apóstolos, Jesus deu esta ordem: – Fiquem em Jerusalém e esperem até que o Pai lhes dê o que prometeu, conforme eu disse a vocês. Pois de fato, João batizou com água, mas daqui a poucos dias vocês serão batizados com o Espírito Santo… Quando o Espírito Santo descer sobre vocês, vocês receberão poder e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até nos lugares mais distantes da terra” (Atos 1.3-5,8).

Imagine que você possa voltar no tempo e estar ali, no meio daquele grupo que recebeu essa ordem de Jesus. A palavra é ESPERAR. Esperar por algo que você não faz idéia do que é e nem quando vai acontecer. Dá pra controlar a ansiedade e esperar pacientemente? Aquele pequeno grupo fez isso junto, eles permaneceram unidos. Eles tinham UMA ordem, UM objetivo comum, e passaram a se reunir sempre em Jerusalém (Atos 1.14). Nesse tempo que passavam juntos eles começaram a se conhecer melhor, a conviver uns com os outros e a compartilhar tudo o que tinham. Nem tudo são flores na convivência diária com outras pessoas, mas é assim, vivendo em igreja, que aprendemos a dividir, a ajudar e suportar o outro, a ser cuidado, a ser corrigido…

Cristianismo não se vive sozinho. Jesus não falou com uma pessoa, mas com um grupo de discípulos. O batismo com o Espírito Santo não foi prometido para um, mas para um grupo. Se Deus já nos abençoa individualmente, nos abençoará muito mais se pensarmos como grupo, vivermos unidos, com o mesmo propósito.

E por falar em propósito, lembra do texto que fala da missão da igreja?
“…vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês até o fim dos tempos” (Mateus 28.18-20).
Pois é, Jesus prometeu dar à igreja todas as ferramentas necessárias para que ela cumprisse seu propósito: “vocês receberão poder e serão minhas testemunhas… até nos lugares mais distantes da terra” (Atos 1.8).

A igreja que nascia em Atos não pensava em questões pessoais e temporais. A vida não se resume à trabalhar, estudar, casar, ter filhos, ganhar dinheiro e morrer velhinho. O cristão deve enxergar sua vida como infinita e eterna – servimos a um propósito maior.

Os seres humanos tem uma dificuldade enorme em deixar de lado a “vida de relógio”, mas eu proponho um desafio: vamos juntos enxergar a vida além dessa vida? Os que viveram na época de Atos e aceitaram esse desafio escreveram a história do cristianismo. É nossa escolha continuarmos escrevendo essa história.