Escolha uma Página
Ele acordou, trabalhou, comeu e dormiu. Faz isso há dias, tem a mesma rotina há anos. Vida sem graça, vida medíocre. Você acha essa palavra muito forte? Medíocre é tudo o que fica entre o bom e o mal, não é grande, nem pequeno, é mediano, quase sofrível, previsível. Seu presente era assim, os dias não lhe traziam nenhuma surpresa.
Sampaio tinha sonhos (por que não chamá-los de delírios?). Sonhava com uma casa maior, um carro melhor, uma promoção no trabalho, em ter tempo para os amigos, ter filhos… e de devaneio em devaneio suspirava, imaginando como tudo seria diferente se… Sempre tinha um SE em seu caminho.
Sua vida passaria despercebida se não fosse um “CERTO DIA” – duas palavrinhas quase mágicas que ele leu no Sagrado Livro:

“Certo dia o Senhor Deus disse a Abrão: – Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa do seu pai e vá para uma terra que eu lhe mostrarei. Os seus descendentes vão formar uma grande nação. Eu o abençoarei, o seu nome será famoso, e você será uma bênção para os outros. Abençoarei os que o abençoarem e amaldiçoarei os que o almadiçoarem. E por meio de você eu abençoarei todos os povos do mundo. Abrão tinha setenta e cinco anos quando partiu de Harã, como o Senhor havia ordenado.” Gênesis 12.1-3

Abrão era mais um entre os da sua família. A vida seguia seu curso, sem novidades, sem surpresas, até que CERTO DIA Deus resolveu lhe dar uma visão, visão de futuro, visão de vida. Há uma grande diferença entre sonho e visão. Sonho vem do coração do homem, visão vem da boca de Deus.
Enquanto sonhamos os nossos sonhos limitados vivemos uma vida sem perspectiva. Mas quando andamos com Deus, Ele nos faz viver coisas inimagináveis.
Abrão ouviu a direção de Deus e o obedeceu imediatamente (uma visão começa com uma ação, um movimento). Sua vida ganhou novos rumos, um novo sentido para ele e para os que viriam depois dele. Abrão saiu do meio dos seus parentes, foi morar em outra terra, formou sua própria família com sua
esposa (que até então era estéril) mudou de nome e deu origem ao povo judeu. 

Quem poderia sonhar essa vida para Abrão? Somente Deus.
“Será que Deus tem uma visão para minha vida?”, pensava Sampaio. “O presente eu já conheço, mas o que Deus tem pra mim no futuro? Quero viver segundo a visão de Deus pra minha vida!”. E assim Carlos fez o primeiro movimento, uma oração, e foi dormir ansioso para sonhar os sonhos de Deus. 
Aline Cândido