Escolha uma Página
Tenho o costume de observar folhas. Estranho, né? Há quem goste de observar plantas, flores, pássaros… eu gosto de observar folhas. Você já reparou nos diferentes tipos, tamanhos, cores, texturas e desenhos das folhas? Fico impressionada com tamanha criatividade do nosso Deus.
Deus gosta da diversidade.
Somos 7 bilhões de pessoas no mundo, no entanto ninguém é igual a ninguém. E há quem queira colocar as pessoas em fôrmas (“o cristão tem que ser assim, assado, se vestir dessa maneira, falar dessa forma…”).
Deus gosta da diversidade. Do contrário não teria criado um mundo tão diferente.
Quando se trata de dons e talentos, Deus também é criativo. Todo mundo tem talentos (habilidades naturais ou desenvolvidas durante a vida). Talentos para música ou artes são mais visíveis, porém há muitos outros tipos de talentos. Talento é aquilo que fazemos com desenvoltura e que nos dá satisfação. Quando usamos nossos talentos ficamos mais felizes e realizados.
Dons são dádivas, presentes de Deus àqueles que crêem em Jesus. Se você crê em Cristo como Senhor e Salvador, você já tem um dom, dado pelo Espírito Santo. E a diversidade de dons espirituais também é grande. Paulo escreveu uma lista deles na carta aos Coríntios, mas acredito que Deus não se limitou àquela pequena lista para nos presentear.
“Há diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diferentes tipos de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. Há diferentes formas de atuação, mas é o mesmo Deus quem efetua tudo em todos. A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum. Pelo Espírito, a um é dada a palavra de sabedoria; a outro, a palavra de conhecimento, pelo mesmo Espírito; a outro, fé, pelo mesmo Espírito; a outro, dons de cura, pelo único Espírito; a outro, poder para operar milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a outro, variedade de línguas; e ainda a outro, interpretação de línguas. Todas essas coisas, porém, são realizadas pelo mesmo e único Espírito, e ele as distribui individualmente, a cada um, conforme quer. “ 1 Coríntios 12:4-11
Deus fez isso para que a igreja dele fosse completa. No corpo humano cada membro desempenha uma função e todas são importantes. Da mesma forma na igreja cada pessoa tem um dom e todos são importantes. O dom é individual, mas ele deve ser usado para o bem comum. Quando usamos nosso dom, nos sentimos alegres e satisfeitos. Se não o utilizamos, nos sentimos frustrados.
E você já descobriu qual é o seu dom? E o que você tem feito com ele?

Lembre-se sempre que ele deve ser usado para o bem comum!
Aline Cândido