Escolha uma Página

João 5

No tanque de Betesda costumava ficar um grande número de pessoas doentes e inválidas (cegos, mancos e paralíticos),  sem perspectivas, marginalizadas pela religião e pela sociedade, cuja única esperança era uma superstição:  a de a cura estava reservada a primeira pessoa que entrasse naquele tanque, assim que as águas começassem a se movimentar.

Ninguém queria ir até aquele lugar nem ter contato com aquelas pessoas. Tanto que Jesus foi até lá sozinho, nenhum discípulo o acompanhou. Ele se aproximou de um homem que era paralítico há 38 anos e perguntou : “Você quer ser curado?”

A pergunta nos parece óbvia, mas existem pessoas que estão há tanto tempo no fundo do poço que se acostumam e não querem mais sair de lá.

Não era o caso daquele homem, ele queria ser curado. O problema dele era outro: ele não tinha amigos, nem ninguém que pudesse colocá-lo no tanque quando as águas se movimentassem.

Então, no mesmo instante, Jesus disse: “Levante-se! Pegue a sua maca e ande”. E o homem que esteve paralítico durante tantos anos pegou a maca e andou.

Graças a Deus nossa fé não está em superstições, mas, sim, em Jesus Cristo, filho de Deus.
Jesus vai aonde mais ninguém quer ir. A religião, a família, os amigos não fizeram nada pelo paralítico, mas Jesus sim. Ele nos encontra no pior momento da nossa vida (no fundo do poço) e nos tira de lá, se assim o desejarmos.

Jesus está disposto a encontrar contigo no fundo do teu poço. Mas você quer sair de lá?
Aline Cândido