Escolha uma Página

Jesus sempre evangelizava a partir das necessidades da pessoa (por exemplo: à mulher samaritana pediu água, quando queria oferecer a ela Água da Vida – João 4).

Em Marcos 2.1-12, quatro pessoas levaram um homem paralítico ao encontro de Jesus.
Pense no paralítico e em sua maca. Como fazer para transportá-lo? Carregar um paralítico sozinho é difícil, em dois é mais fácil, mas em quatro pessoas é muito melhor!

Esses quatro homens fizeram “a ponte” entre o necessitado e Jesus. Talvez você não conheça um paralítico, mas ao nosso redor existem muitas pessoas paralisadas emocionalmente: pessoas que romperam relacionamentos, perderam entes queridos ou estão desempregadas, podem estar paralisadas. Como ajudá-las? Levando-as até Jesus.

Em Marcos 2.1-12 descobrimos 4 princípios para evangelização. Podemos chamá-los de Operação 4 por 1.

O primeiro passo para evangelizar alguém é ter COMPAIXÃO da pessoa. Um dos homens que levou o paralítico percebeu a necessidade dele (se compadeceu) e mobilizou outros para o ajudarem (MOBILIZAÇÃO).
Fazer algo sozinho é difícil, por isso é preciso compartilhar a ideia e mobilizar outras pessoas. “Melhor é serem dois do que um… porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro” (Eclesiastes 4.9-10).

Ao chegarem na casa não conseguiram levar o paralítico até Jesus por causa da multidão reunida ali. Por isso tomaram a iniciativa ousada e criativa de fazer uma abertura no teto e baixar a maca em que estava deitado o homem (AÇÃO TRANSFORMADORA).

Jesus, vendo a fé daqueles homens (CONVICÇÃO), perdoou e curou o paralítico. Aleluia! Sucesso na operação 4×1!

Assista aqui ao vídeo da pregação que inspirou este texto.

Aline Cândido

—–

Referência bíblica:
–>

Marcos 2.1-12: “Poucos dias depois, tendo Jesus entrado novamente em Cafarnaum, o povo ouviu falar que ele estava em casa. Então muita gente se reuniu ali, de forma que não havia lugar nem junto à porta; e ele lhes pregava a palavra. Vieram alguns homens, trazendo-lhe um paralítico, carregado por quatro deles. Não podendo levá-lo até Jesus, por causa da multidão, removeram parte da cobertura do lugar onde Jesus estava e, pela abertura no teto, baixaram a maca em que estava deitado o paralítico. Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Filho, os seus pecados estão perdoados”. Estavam sentados ali alguns mestres da lei, raciocinando em seu íntimo: “Por que esse homem fala assim? Está blasfemando! Quem pode perdoar pecados, a não ser somente Deus?”
Jesus percebeu logo em seu espírito que era isso que eles estavam pensando e lhes disse: Por que vocês estão remoendo essas coisas em seu coração? Que é mais fácil dizer ao paralítico: Os seus pecados estão perdoados, ou: Levante-se, pegue a sua maca e ande? Mas, para que vocês saibam que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados — disse ao paralítico — “eu lhe digo: Levante-se, pegue a sua maca e vá para casa”. Ele se levantou, pegou a maca e saiu à vista de todos, que, atônitos, glorificaram a Deus, dizendo: “Nunca vimos nada igual!””