Escolha uma Página

Moro em São Paulo há 29 anos e essa cidade deixa a gente mal acostumado. Quando viajamos e vamos almoçar em algum restaurante, nos estressamos porque a comida demora a chegar.
No trabalho meu apelido é “dedo nervoso” (aliás, ser apressadinha no trabalho não me rendeu apenas um apelido, mas uma tendinite também).

Estou lendo Gênesis de novo e algumas questões me vêem à mente.

Se Deus de fato for brasileiro, em que cidade do Brasil você acha que ele nasceu? Arriscaria dizer que Ele está mais para baiano do que paulistano.

Tudo nEle é perfeito. Deus não tem pressa.

Abraão tinha 75 anos quando Deus lhe falou pela 1ª vez que Ele seria famoso, uma bênção e que dele faria um grande povo. Guarde esse número: 75 anos.

Abraão creu e onde ele ia, construía um altar para o Senhor.

O tempo foi passando e nada de filhos. Abraão questionou a Deus dizendo que seu único descendente no momento era um servo de sua casa. Mas Deus respondeu que seu descendente seria um filho gerado pelo próprio Abraão.

Se Deus é baiano, Sara era paulistana. Logo deu um jeitinho de cumprir a promessa de Deus, entregando a serva dela para ter relações com Abraão. Nasceu então, Ismael, e Abraão estava com 86 anos de idade. Havia se passado 11 anos desde que Deus fez a promessa. Onze anos me parece uma eternidade!

Deus avisou que abençoaria Ismael, mas que sua promessa era para o filho de Abraão com Sara. Então, Isaque finalmente nasceu! E na época Abraão tinha 100 anos de idade!

A promessa de Deus se cumpriu 25 anos depois!

Conclusão: quando a fome aperta, pedimos um Big Mac, mas Deus está preparando um banquete. Você consegue confiar e aguardar o tempo de Deus?


Aline Cândido

Referências bíblicas: Gênesis, capítulos 11 a 18