Escolha uma Página

Deixamos o Rio Grande do Sul para ir em direção ao litoral de Santa Catarina, mas antes, gostaríamos de conhecer a famosa Serra do Rio do Rastro. A serra fica num trecho da estrada SC-438 entre Bom Jardim da Serra e Lauro Müller. São 1.421 m com 284 curvas (muitas delas são 180º).

Estávamos em Bento Gonçalves (RS), então como chegar até lá? Não trouxemos mapas impressos, então perguntamos ao serviço de mapas do celular. Pois é… ele nos indicou um caminho que passava por Veranópolis, Antonio Prado, Vacaria, São Joaquim, para assim chegar a Bom Jardim da Serra (local da Serra do Rio do Rastro).

Ele só não nos avisou que no trecho entre Veranópolis e Antonio Prado passaríamos por 35 km de estrada de terra (num dia chuvoso, ou seja, lama). Antonio Prado fica na margem direita do Rio das Antas, então, nesse percurso de 35 km tinha uma serra.

Resultado: frio na barriga a cada subida e descida, lindas paisagens para nosso álbuns de viagens e a descoberta de Antonio Prado – a cidade mais italiana do Brasil, com cerca de apenas 14.000 habitantes.

35 km de estrada de terra

Ponte ferroviária sobre o Rio das Antas

Rio das Antas

Antonio Prado – a cidade mais italiana do Brasil
Nosso carro

Decidimos dormir em Bom Jesus da Serra, pois perdemos muito tempo com esse “atalho” de Antonio Prado. Nos hospedamos no Hotel Mirante dos Pinheiros. O hotel está todo reformado e é bem aconchegante.

Em dias sem névoa é possível ver toda a Serra do Rio do Rastro do mirante.

  

Serra do Rio do Rastro vista do mirante

Serra do Rio do Rastro – curvas 180º
Muita neblina no topo da serra

Amigos no mirante da Serra do Rio do Rastro 

Estava chovendo e ventando muito quando chegamos lá. Então entramos no Café Mensageiro da Montanha para tomar um chocolate quente. Conhecemos o Gustavo, que nos contou um pouco da história do Café e consequentemente do Sr. Tobias Gonçalves Padilha, avô de sua esposa.

Em 1942 não havia asfalto na Serra do Rio do Rastro e Sr. Tobias era o mensageiro que buscava as correspondências embaixo na serra e subia para entregá-las em Bom Jardim da Serra (em cima). Ele subia/descia de mula e já chegou a levar 60 malas do Correio. Imagina o tempo que ele demorava para subir sendo a estrada de terra?

Gustavo nos contou que o nome do Café (Mensageiro da Montanha) foi dado em sua homenagem. Que bom que ele pôde ver essa homenagem, pois faleceu em 2010 aos 94 anos.

Café Mensageiro da Montanha

Nota 10 para os produtos, ambiente e atendimento!

Gustavo e sua esposa ao lado do quadro com a foto do Sr. Tobias subindo a serra.
Já que íamos dormir em Bom Jardim da Serra, decidimos descer (e subir) a serra à noite, pois um trecho dela é iluminado e ela fica linda. Quando subimos paramos em um mirante para tirar foto. A Serra do Rio do Rastro parecia uma pinheiro de Natal enfeitado.
Serra do Rio do Rastro à noite

Hotel Morada dos Pinheiros
Rua Antão de Paula Velho, 1 – Centro – Bom Jardim da Serra – SC
Tel.: (49) 3232-0106

Café Mensageiro da Montanha
Mirante da Serra do Rio do Rastro – Bom Jardim da Serra – SC
Tel.: (49) 9165-2855