Escolha uma Página



“Como é bom parar! Senhor, eu gostaria de parar agora mesmo…
Por que tanta agitação? Para que todo esse frenesi? Já não sei parar.
Esqueço-me de rezar. Fecho agora meus olhos, quero falar Contigo,
Quero abrir-me para o teu Universo, mas os meus olhos não querem ficar fechados…

Sinto uma agitação que invade todo o meu corpo, que vai e vem e se agita, escravo da pressa,
Como eu gostaria de parar agora mesmo. Por que tanta pressa? Por que tanta agitação?
Eu não posso salvar o mundo!

Sou apenas uma gota d´água no oceano imenso de tua maravilhosa criação,
Verdadeiramente importante é buscar teu rosto abençoado, verdadeiramente importante é parar de vez em quando para proclamar que Tu és a grandeza e o Amor…
O urgente a fazer é deixar que fales dentro de mim, viver a profundidade das coisas…”


Essa oração foi escrita pelo Frei Ignácio Larrañaga mas poderia ter sido feita por mim (ou por você, talvez).

Quem vive na correria de São Paulo sabe muito bem o que é agitação e como é fácil ser como Marta, ocupada com tantas coisas, diante de Jesus (Lucas 10.38-42).

Semana passada, à convite de uma amiga, experimentei um momento especial chamado Lectio Divina (ou Leitura Orante). Fomos de manhã cedinho no parque Ibirapuera e escolhemos um canto mais tranquilo de um jardim. Nos aquietamos durante alguns minutos, ela leu alguns (poucos) versículos pausadamente três vezes, e meditamos em silêncio neles por mais alguns minutos. Depois cada uma compartilhou o trecho que mais falou ao seu coração. 

Algo tão simples e tão difícil de se fazer, não é verdade?

O telefone toca, o filho chama, o WhatsApp apita, o leite ferve e derrama no fogão, a cabeça pensa na conta pra pagar, no familiar que está doente, na lista do supermercado… 

Como é difícil (mas TÃO necessário) encontrar com Jesus num jardim, se aquietar como Maria (irmã de Marta) e apenas estar diante dEle… Sem discursos, sem comes e bebes, sem instrumentos e microfones, sem distrações. Com os ouvidos abertos, mente quieta, olhos fechados, foco nEle.


Leitura da Palavra, meditação, oração e contemplação. Convido você a experimentar a Lectio Divina. Em grupo é mais fácil conseguir! Vamos juntos?

“Meu coração continua batendo, mas de um jeito diferente… Não estou fazendo nada,
não estou com pressa. Simplesmente, estou diante de Ti, e como é bom estar diante de Ti…”Frei Ignácio Larrañaga



Aline Cândido