Escolha uma Página
Imagine que alguém pudesse de fato ler a sua mente, a qualquer momento, o tempo todo! Como seria, não? Que pensamentos e sentimentos essa pessoa encontraria em sua mente? Gratidão, murmuração, preocupações, tristeza… o que há por trás da máscara que vestimos todo dia ao levantarmos pela manhã?
Os mais sensitivos conseguem captar sinais e expressões que passam despercebidos pela maioria das pessoas, mas existe um cara que conhece tudo, que vê a nudez dos nossos pensamentos.
Inúmeras passagens bíblicas mostram que Jesus conhecia as pessoas por inteiro e sabia o que elas estavam pensando, vivendo e sentindo, mesmo que não o demonstrassem em público.
Foi assim com Natanael. Filipe, um dos discípulos, o encontrou sentado debaixo de uma figueira e contou a ele a grande novidade: o Messias, tão esperado pelo povo judeu, havia chegado! Era Jesus de Nazaré!
Natanael desdenhou dizendo: “Nazaré? Pode vir alguma coisa boa de lá?” E então Filipe o levou até Jesus, dizendo: “Venha e veja!”
Acontece que ao ver Natanael se aproximando, Jesus fala com ele de forma aberta, deixando Natanael intrigado. Jesus disse: “Aí está um verdadeiro israelita, em quem não há falsidade”. Ao que Natanael responde: “De onde me conheces?”
E Jesus diz: “eu o vi quando você ainda estava debaixo da figueira, ANTES de Filipe o chamar”. (João 1.43-51)
O que será que Natanael estava pensando naquele momento, sentado debaixo da figueira, antes de Filipe chegar? Seja o que for, somente ele poderia saber, e agora tinha constatado: Jesus sabia também! Por isso declarou: “Mestre, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel!”.
Foi assim com a mulher samaritana também, no encontro inesperado que teve com Jesus à beira do poço. (João 4). No meio da conversa Jesus disse a ela: “Vá, chame o seu marido e volte”. “Não tenho marido”, respondeu ela. E Jesus disse: “Você falou corretamente dizendo que não tem marido. O fato é que você já teve cinco, e o homem com quem agora vive não é seu marido. O que você acabou de dizer é verdade”.
Como um judeu, que acabara de conhecê-la poderia saber tantos detalhes sobre sua vida? Judeus e samaritanos nem se falavam!
O impacto desse encontro com Jesus foi tanto que ela deixou de lado o cântaro, voltou à cidade e disse ao povo: “Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito.” Em outras palavras, venham ver alguém que me conhece por inteiro! Não pode ser um homem comum! “Será que ele não é o Cristo?”
Estamos tão acostumados a vestir máscaras e programar comportamentos, que pensar que estamos nus diante de Deus, pode ser assustador. Diante daquele que tudo vê, não há defesas, não estamos no controle.
Por outro lado, o Deus que nos vê por inteiro, se apresenta a nós como Pai e não como alguém que castiga! Podemos nos aproximar dEle sem medo, e nos aninharmos em seus braços como crianças. Você consegue?
Jesus recomenda: “Quando você orar, vá para o seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará.” (Mateus 6.6).
Um detalhe importante no texto: nós oramos, (falamos com Deus), mas Ele nos recompensa pelo que vê (e não pelo que ouve).
Sabe aquele dia em que a angústia é tão grande que você não tem nem palavras para orar? Não tem problema, Deus vê e te dá aquilo que você precisa. O que Ele pede de você é: vá para o seu quarto, feche a porta… tenha consciência de que diante de mim você não precisa fingir… para mim você pode se entregar. Sou teu Pai, relaxe os ombros, descanse em meus braços… me entregue as tuas máscaras, teu fardo…
Ah, colo de pai cura tudo! E viver nesse mundo sem essa relação íntima com Deus é desperdício de vida!

O que você está esperando? Vá para o seu quarto! Deus está lá te esperando!

Aline Cândido