Escolha uma Página

Ah, eu adoro a bíblia! Uma vez li um versículo que dizia que a palavra de Deus é viva! (1) E sabe que é mesmo?! Cada vez que eu leio (o mesmo trecho) aprendo uma coisa diferente. Gênesis 1 é um dos capítulos mais lidos da bíblia (é o texto que relata a criação), mas aprendi algo novo com esse texto e queria compartilhar aqui.

Em Gênesis 1 lemos que Deus vai criando e contemplando a sua criação.

“Que haja luz! E a luz começou a existir. Deus viu que a luz era BOA e a separou da escuridão” (Gn 1.3-4)

“Que a água que está debaixo do céu se ajunte num só lugar a fim de que apareça a terra seca!… E Deus viu que o que havia feito era BOM” (Gn 1.9-10)

“A terra produziu todo tipo de vegetais: plantas que dão sementes e árvores que dão frutas. E Deus viu que o que havia feito era BOM” (Gn 1.12)

“Que haja luzes no céu para separarem o dia da noite e para marcarem os dias, os anos e as estações!… E Deus viu que o que havia feito era BOM” (Gn 1.14,18)

“Que as águas fiquem cheias de todo tipo de seres vivos, e que na terra haja aves que voem no ar!… E Deus viu que o que havia feito era BOM” (Gn 1.20,21)

“Deus fez os animais, cada um de acordo com a sua espécie… e Deus viu que o que havia feito era BOM” (Gn 1.25)

“Deus criou os seres humanos… E Deus viu que tudo o que havia feito era muito BOM”.

A palavra BOM no texto de Gênesis vem do termo hebraico tôv, que significa bom, agradável, belo, que dá prazer, alegre, precioso. (2)

Pare um pouco e observe a criação. Desde o começo o mundo é feito de opostos (Luz e trevas. Dia e noite. Terra e água.) e de movimento.
Na criação tudo está em constante movimento. A semente tem que morrer para gerar outra planta. Que vai gerar frutas. Que conterão outras sementes.
O movimento do nosso planeta ao redor do Sol faz com que tenhamos dia e noite, e quatro estações diferentes: na primavera tudo floresce, alegra o verão, começa a morrer no outono e morre por completo no inverno para florescer de novo na primavera.
A criação é dinâmica e na avaliação de Deus, tudo isso é BOM, muito BOM!
Mas aí vieram os gregos com seu conceito de PERFEIÇÃO. A busca por um físico ideal, um corpo perfeito, atleta, sem defeitos. Buscavam perfeição na arte também, no equilíbrio das formas, nas esculturas, na arquitetura.
Nada mal, aprendemos muito com os gregos! Mas concordam que PERFEIÇÃO é algo inatingível?!
“Excelência no mais alto grau, sem defeitos ou falhas”. Todos buscam, mas quem consegue?

Alguns de nós passa a vida almejando a perfeição e como não a alcança, se frustra, se entristece, entra em conflito interno.
Mas será que PERFEIÇÃO é realmente algo BOM? O que é perfeito atingiu o nível máximo, no perfeito não há mais movimento, o perfeito é estático.

Deus considerou a criação e todos os seus movimentos como sendo MUITO BONS! E isso envolve altos e baixos, luz e trevas, vida e morte!
Eu relutei bastante antes de começar a registrar minhas reflexões publicamente no Verbonline. Achava que precisava conhecer mais a bíblia, me aprimorar na escrita, dominar as ferramentas, antes de mostrar meus textos para alguém. E se eu escrevesse algo errado? E se me arrependesse ou mudasse de ideia? Por trás de cada “porém” meu, estava disfarçada a busca pela perfeição, que agora eu sei, nunca vou atingir!

A alegria não está na perfeição, mas está no que é BOM (tôv). Os medos, as descobertas, as mudanças, os aprendizados, esses sim fazem parte de uma vida verdadeiramente BOA!

Dispense a PERFEIÇÃO. Celebre o que é BOM!

P.S.: Em tempo: há um versículo na bíblia, cuja tradução diz: “Sejam perfeitos, como perfeito é o Pai celestial de vocês” (Mateus 5.48). Mas a palavra grega usada para “perfeito” é teleios, que significa literalmente: “plenamente desenvolvido, amadurecido, completo” e não sem erros ou defeitos. Leia mais aqui. (3)

 
Aline Cândido

Referências:

The Robcast – Good x Perfect

1) Hb 4.12
2) http://www.shemaysrael.com/judaismo/parasha/146-bereshit-genesis/2213-bereshit-no-principio.html
3) http://verdadeemfoco.com.br/estudo.php?id=94